Home / Custom Sliders / Em Guaraí, alunos de escola municipal do campo são alfabetizados nas férias por voluntária

Em Guaraí, alunos de escola municipal do campo são alfabetizados nas férias por voluntária

Dulce 1280x725 - Em Guaraí, alunos de escola municipal do campo são alfabetizados nas férias por voluntária

Dulce Steinmetz, é gaúcha e veio morar em Guaraí no ano de 2002

Alunos da Escola Municipal Núcleo Euclides da Cunha, região rural de Beira do Rio, que fica 64 km de Guaraí-TO, estão participando de aulas de reforço neste mês de julho com a voluntária Dulce Steinmetz. Parceira da escola, ela convenceu os alunos a continuar estudando nessas férias.

“Eu comecei pra valer em 2017. Passei a aprofundar, recebi crianças na minha casa, vivenciei seus problemas familiares, seus desejos e suas carências. Busquei aproximação com seus pais e, hoje, conseguimos inserir até seus parentes nas aulas de reforço, que estão acontecendo em vários lugares dessa região do campo, neste mês de julho”, conta a voluntária.

No período letivo das aulas, Dulce vai uma vez por semana na Escola Euclides da Cunha e realiza o trabalho de alfabetização na própria unidade educacional. Já nos meses de férias, ela reúne familiares e toda semana escolhe um lugar diferente para os encontros na zona rural.

De acordo com a Coordenadora das Escolas do Campo da Secretaria Municipal de Educação de Guaraí, Sebastiana Salva Ferreira Araújo, Dulce já alfabetizou mais de 100 alunos. “Desde aprender a ler ou até mesmo soletrar as palavras e, por fim, a alfabetização desses alunos que apresentam dificuldades”.

Mãe de dois alunos que participam das aulas de reforço, Edileuza Moura Brito, confessa que o trabalho da voluntária Dulce está sendo de grande relevância para seus filhos. “Eles estão se sentindo acolhidos, amados e o melhor de tudo, essa ação está favorecendo o aprendizado deles”, revelou a mãe.

Após alguns anos de experiência na função de voluntária da escola, Dulce tem investido em materiais lúdicos e sempre muda a estratégia quando percebe que as aulas de reforço estão virando rotina. “Tenho aprendido muito com eles, pois, me contam coisas, são carinhosos, me respeitam. Por isso, não podemos deixar essas crianças crescerem sem alfabetização”, apontou Dulce.

História
Dulce Steinmetz, tem 53 anos, é gaúcha, natural de Cerro Largo-RS, formada em administração, ela veio morar em Guaraí com seu marido e suas duas filhas no ano de 2002. Na época, foram atraídos pelo impulsionamento da plantação de soja na região.

Ela começou ainda em 2003 o desejo de trabalhar como voluntária de alfabetização. Porém, teve que mudar para o centro de Guaraí acompanhando suas filhas, que tiveram de estudar em outra escola. Em 2017, após a conclusão dos estudos das filhas, Dulce procurou a Escola Municipal Euclides da Cunha, para retomar seu trabalho voluntário. Foi recebida de braços abertos e a amiga da escola, atualmente, cumpri uma vez por semana a rotina de alfabetização na escola rural, durante o período de aulas.

65914450 2293362087446279 4710664226958475264 o 1280x720 - Em Guaraí, alunos de escola municipal do campo são alfabetizados nas férias por voluntária

Os alunos da voluntária não faltam nas aulas de reforço

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO