Home / DESTAQUE / Prefeitura de Guaraí apresentou estrutura física adequada para IML

Prefeitura de Guaraí apresentou estrutura física adequada para IML

71757702 2374121755990359 6570242679370678272 o 1280x622 - Prefeitura de Guaraí apresentou estrutura física adequada para IML

A prefeita Lires Ferneda e o secretário Municipal de Administração Raimundo Pessoa estiveram reunidos com a superintendente da Polícia Técnico-Científica Nelsiane Martins Parente, o médico legista e diretor técnico do IML Túlio Duarte de Souza Costa, a diretora do IML Georgiana Ferreira Ramos, o perito e superintendente adjunto Joel Oliveira Barbosa e o assessor Giuliano Brito Cunha.

A Prefeitura apresentou na última terça-feira, 8, na Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, um imóvel de propriedade do Estado, em desuso no município, que poderá atender às exigências da Polícia Científica para o funcionamento do Instituto Médico legal (IML), em Guaraí.

O encontro teve participação da prefeita Lires Ferneda e do secretário Municipal de Planejamento, Administração e Finanças, Raimundo Pessoa, com a Polícia Técnico-Científica e IML, a fim de planejamento das ações para a estruturação do prédio onde funcionará o IML de Guaraí.

Ficou acertado que a Secretaria de Segurança Pública e a Prefeitura de Guaraí assinarão um termo de cooperação para organização do espaço físico, onde serão viabilizados os serviços de perícias nas causas de mortes, lesões, apuração de crimes e demais exames científicos.

No termo, o município deve se comprometer a executar a reforma e adequações exigidas pela Polícia Científica, que deverá ser aprovado pelos técnicos do IML.

Entenda

No último mês, a SSP-TO cogitou transferir o Núcleo de Medicina Legal de Guaraí para a cidade de Colinas, devido à falta de estrutura física do imóvel. Diante disso, a Prefeitura de Guaraí solicitou a paralisação da transferência e se comprometeu a apresentar um imóvel, além de realizar reforma e adequações físicas.

O IML de Guaraí atende Pedro Afonso, Tupirama, Bom Jesus, Santa Maria, Centenário, Recursolândia, Itacajá, Itapiratins, Tabocão, Colméia, Goianorte, Pequizeiro, Couto Magalhães, Itaporã e Presidente Kennedy.

Se o IML for transferido para Colinas poderá causar mais prejuízos com despesas de deslocamento para os moradores destas regionais.  O IML de Guaraí realiza em média 900 perícias anuais.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO