Com falta de medicamentos que afeta cidades do Brasil, Saúde de Guaraí emite alerta

capa farmacia 1
Em Guaraí a maioria é de medicamentos são considerados simples, mas de suma importância para o funcionamento do serviço público, como medicamentos para dores, xaropes, anti-inflamatórios e até soro fisiológico.

O Brasil passa por uma fase de desabastecimento de remédios em diversas regiões, pela ausência de matéria-prima para compor as substâncias e, também, pela escassez de insumos para embalagem. Segundo o secretário municipal de Saúde de Guaraí, Wellington de Sousa, a maioria é de medicamentos considerados simples, mas de suma importância para o funcionamento do serviço público, como medicamentos para dores, xaropes, anti-inflamatórios e até soro fisiológico.

“A falta de medicamentos tem afetado não só farmácias, mas hospitais e unidades públicas de saúde na maioria das cidades do País. Fizemos o planejamento correto dos investimentos e licitações, contudo, mesmo assim, a indústria farmacêutica não está entregando”, esclarece o gestor da Saúde, Wellington Sousa.

Ainda, segundo o secretário de Saúde, a situação pode ser reflexo da pandemia causada pela Covid19. “Como o aumento do preço dos medicamentos, processos licitatórios resultando em deserto ou fracassado, prazo de validade e de entrega dos medicamentos, indisponibilidade gerando cancelamento do item, além de diversas outras situações que regem o regulamento do setor público”, pontuou.

cABECALHO MATERIAS 1 scaled

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Skip to content