O que você procura?

História de Guaraí

Em virtude da forte concorrência comercial que se desenvolvia na cidade de Pedro Afonso e que delineava, em pouco tempo, um quadro de provável crise em sua atividade de negócios, em 1937, o cidadão Leôncio de Sousa Miranda, grande liderança política da região, saiu à procura de novos horizontes e melhores oportunidades de progresso comercial, quando achou por bem, junto com a família, atravessar o Rio Tocantins e se instalar na sua margem esquerda. Este rio, na época se constituía na única via de comunicação e penetração no norte Goiano.

Ali instalou o seu estabelecimento comercial e ao seu redor construiu três casas residenciais, o que por inspiração de moradores do lugarejo levou o nome de Trindade. O papel exercido por esta mudança, provocou a vinda de outras tantas famílias, o que contribuiu decisivamente para o rápido desenvolvimento do local. 


Esse progresso galopante permitiu que, em 1938, o mesmo fosse elevado à categoria de vila pela Prefeitura Municipal de Araguacema, de quem sofria jurisdição territorial.


Em pouco tempo, Trindade teve seu nome alterado para Tocantinópolis. E sob a Lei Nº 837 de 22 de junho de 1953, foi elevada a condição de município com o nome de Tupirama, sendo Instalado em 1º de janeiro de 1954, quando já declinava o ritmo de crescimento local, em virtude da rodovia federal BR-153 (Belém/Brasília).


A partir desse momento, o Rio Tocantins começou a perder sua grande importância como via e meio de transporte e comunicação da região, enquanto a Belém/Brasília se transformava num verdadeiro polo de atração da população do município e de diversas regiões do estado, fazendo nascer cidades à beira de seu traçado, fortalecendo as já existentes, ao mesmo tempo que decretava o inicio da decadência daqueles que se situavam mais distantes do seu percurso.


Iniciava-se assim o progresso desenvolvimentista da região e o despertar de uma nova visão do cidadão comum. Confirmada a chegada desse processo, impulsionada pela criação da BR-153, o cidadão Pacifico Silva, Proprietário da Fazenda Guará, integrando também nas correntes políticas da região, resolveu fundar um povoado no local de sua propriedade, auxiliado pelo Sr. Jorge Yunes, proprietário da Companhia de Engenharia que administrava a construção da Belém/Brasília na região. Assim, deu inicio a fundação do povoado Guará, nos primeiros meses do ano de 1959.


O progresso se fez rápido e em 1961 o povoado Guará já contava com cerca de 250 habitantes, 25 casas de comércio varejista, um posto de abastecimento de combustível, um posto de atendimento médico e um campo de pouso, naquela época VASP.


A força de atração da Belém-Brasília tornou-se tão intensa que em pouco tempo Guará ultrapassou Tupirama, se tornando a mais importante e determinando a transferência da sede do Município, através da Lei Estadual Nº 7.177 de 27 de novembro de 1968.


A mudança de local aconteceu em 11 de abril de 1970 e o local (Guará) foi batizado com o nome de GUARAÍ que significa “LOBO PEQUENO” (na língua indígena, Tupi-guarani, Guará significa Lobo, acrescido do sufixo). No ano de 1970, Guaraí já contava com uma população residente de 13.222 habitantes, sendo 2.144 na sede e 11.078 na zona rural.


A data oficial de aniversário do município é comemorada no dia 11 de abril.

PREFEITURA
DE GUARAÍ

Av.   Bernado   Sayão,  S/N  –  Centro
Guaraí,   TO    –     CEP:    77700-000
Fone: +55 63 3464-1030 /3464-1018
E-mail:    ouvidoria@guarai.to.gov.br
 
Expediente;  
– manhã das 7:30hs às 11:30hs
– tarde das 13:30hs às 17:30hs
 
× DÚVIDAS SOBRE O COVID19?