1ª Audiência Pública do Plano Diretor de Guaraí acontece nesta sexta-feira, 24

O Plano Diretor é o documento usado como referência para as políticas de desenvolvimento dos municípios com mais de 20 mil habitantes.

Na próxima sexta-feira, dia 24 de junho, a Prefeitura de Guaraí realiza a 1ª Audiência Pública para o processo de elaboração do Plano Diretor da cidade. Os trabalhos iniciam a partir das 8 horas, no auditório do Paço Municipal, com transmissão ao vivo pelo instagram oficial @prefeituradeguarai 

O objetivo do Plano Diretor é organizar o crescimento, funcionamento, planejamento territorial e a prioridade dos investimentos para o município. O projeto busca a definição clara da situação atual das áreas urbanas e rurais, locais em expansão, dos índices e parâmetros urbanísticos, dos critérios de ocupação do solo, do uso de espaços públicos, da atualização tributária e outros elementos que são necessários à estruturação, ordenamento e desenvolvimento sustentável.

Para a prefeita Fátima Coelho, a iniciativa é fundamental e serve como base para o futuro. “O município precisa estruturar as leis que promovem desenvolvimento e ordenamento territorial, conforme estabelece o Estatuto das Cidades, de maneira que o crescimento ocorra de forma ordenada e planejada. Com isso, poderemos avaliar o cenário atual e projetar caminhos para o progresso”, explica a chefe do Poder Executivo Municipal.



Audiências públicas

As audiências públicas são os espaços para abordar questões ligadas ao planejamento e desenvolvimento municipal, bem como a estrutura e ordenamento territorial. Qualquer pessoa membro da sociedade civil pode participar das audiências e contribuir com o Plano Diretor.

As audiências serão realizadas de forma híbrida, com transmissão ao vivo, e contarão com membros da administração, população em geral, além de  especialistas na produção e procedimentos técnicos. 

Entenda

A elaboração do Plano Diretor e seus instrumentos complementares, como o Plano de Mobilidade, a Lei de Uso e Ocupação do Solo, o Código de Obras e Edificações, o Código de Posturas e o Código Tributário, compõe os principais instrumentos da política urbana, os quais organizam o crescimento e o funcionamento da cidade, por meio da definição de um conjunto de ações que devem ser promovidos pelo Poder Público para que todos os cidadãos tenham acesso à moradia, ao saneamento ambiental, à infraestrutura urbana, aos serviços públicos, ao trabalho e ao lazer, seguindo os direcionamentos do Estatuto da Cidade (Lei Federal nº 10.257/2001) e das Resoluções do Conselho da Cidade (em especial nº 25/2005 e nº 34/2005).

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
× DÚVIDAS SOBRE O COVID19?